skip to Main Content

Diário de leitura: aprenda a customizar o seu

Com a febre do bullet journal, amantes de literatura passaram a utilizar algumas das técnicas de organização pessoal e profissional para também registrar impressões e informações sobre as obras que os acompanharam durante o ano.

O chamado diário de leitura pode ser comprado já pronto ou, ainda melhor, ser personalizado seguindo temas e categorias que fazem sentido para você. Com vontade de fazer o seu? Siga no texto para conferir dicas sobre a elaboração, organização e decoração do seu caderno de livros e coloque a mão na massa!

Por que ter um diário de leituras?

Começar um diário de leituras, independentemente de quando, é primordial para aqueles que desejam organizar os livros lidos ao longo do ano, bem como guardar por mais tempo as nuances e emoções causadas por suas estórias e personagens favoritos. 

Registrar publicações lidas, aquelas por ler e informações adicionais das edições é, também, uma boa forma de criar o hábito de fazer fichamentos não obrigatórios, que te ajudam a memorizar melhor os conteúdos, sejam eles ficcionais ou não, além de te auxiliar na organização de leituras prioritárias ou obras para comprar.

Como já dissemos anteriormente, não é difícil encontrar cadernos com esse propósito que já tenham categorias, listas, citações e desafios literários pré-estabelecidos. Mas a intenção deste post é te incentivar a criar o seu próprio diário de leituras, mesmo que estejamos já mais próximos da metade do ano.

Além de te ajudar a organizar pensamentos e sentimentos sobre livros, os diários de leitura ainda podem te proporcionar momentos de calmaria e tranquilidade em uma rotina atribulada.

Montando seu próprio diário de leituras

Para navegantes de primeira viagem no mundo dos cadernos de anotação e planejamento, antes de ir às compras dos produtos de papelaria mais fofos, é importante definir o que e como você quer anotar. Assim, na hora de partir para o investimento de materiais, você terá uma noção de quais itens cumprem melhor a função que você deseja.

O que anotar?

São muitas as possibilidades do que se anotar e, mais uma vez, todas elas variam de acordo com o que faz sentido ou não para a sua vida de leitora e leitor. 

Separe algumas páginas do início de seu caderno para concentrar alguns tópicos, listas e metas. Desafios literários, desejos de leituras e cronogramas obrigatórios para faculdade, colégio e grupos de estudos são ótimas formas de ter em mente (e colocar no papel) quais são as suas prioridades de leituras e compras.

Ainda sobre os calendários de leituras, eles são ideias para quem precisa cumprir metas e para se preparar em tempo para provas e artigos. Visualizar quantas páginas você precisa ler por dia pode te ajudar a cumprir os prazos, e o caderno é o lugar ideal para concentrar esses dados. 

Aqui, é legal fazer as anotações em lápis para que você possa ajustar o cronograma ao longo dos dias, diminuindo a quantidade de páginas até o fim, isso caso você leia mais do que o estipulado, ou mesmo aumentando quando acontecer o contrário. 

Os diários de leitura também podem ajudar estudantes, professores e pesquisadores que precisam fazer mais de uma leitura ao mesmo tempo.

Anotar aquelas obras adquiridas em um espaço destinado especificamente para o bookhaul  (ou “livros adquiridos”) também é uma boa forma de saber quais exemplares entraram recentemente na sua biblioteca pessoal. 

Além disso, manter algumas páginas específicas para registrar os títulos dos livros emprestados e o nome de quem os pegou também é um bom meio de ter controle e conseguir cobrar aquele colega que está demorando demais para devolver.

Outra parte que pode ser interessante de se destacar em um diário de leituras é a destinada as suas citações preferidas. Essa é uma boa forma de ter sempre em mãos aquelas frases que fazem com que o seu coração bata mais forte e te relembram dos motivos de a literatura ser parte tão importante da sua vida.

Chegando no principal motivo para se ter um caderno desse tipo, as anotações específicas de cada livro também podem variar de leitor para leitor. Como esse será um espaço para rememoração, para consulta futura, na hora de organizar o esqueleto que vai acompanhar as suas anotações pense naquilo que você gostaria ou deveria lembrar deles no futuro.

Vale desde informações catalográficas, como título e autor, número de páginas, nome da tradutora ou do tradutor, ano de publicação e país origem da escritora ou escritor até dados mais pessoais, como a forma que você descobriu o livro ou o que te fez sentir vontade de pegar ele naquele momento específico.

Além disso, é importante separar um espaço para anotar a parte de fichamentos. Para os não acostumados com o termo, eles são uma espécie de resumo da obra, destacando partes importantes, frases, uma noção geral do livro e, de maneira geral, tudo o que gostaria de guardar nesse “arquivo” para consulta futura. Da mesma forma, vale escrever tudo o que faça sentido para você, tendo em mente que o tamanho das anotações e seu conteúdo variam muito de livro para livro. 

Os fichamentos de leitura são uma forma de sintetizar uma obra, facilitando o acesso a informações importantes sobre ela.

Definidos todas as listas e modelos de anotações que você pretende manter no seu diário de leituras, tenha em mente que, especialmente se essa for a primeira vez que você faz esse tipo de anotação, é bastante comum que tópicos e até formatos que pareciam fazer sentido no plano das ideias percam a utilidade quando colocados em prática. Perceba o que funciona ou não para você e não tenha medo de mudar a estrutura!

Inspirações

O Pinterest é uma ótima ferramenta para encontrar inspirações e ideias de páginas, desafios, ilustrações e até lettering. Além disso, booktubers costumam gravar vídeos dando dicas de organização e de como montar um diário de leituras. Por isso, busque inspiração em influenciadores de livros que você já segue ou faça pesquisas com as hashtags #diáriodeleitura, ou #cadernodeleitura nas redes sociais que você mais gosta.

Materiais e dicas de produtos

Os materiais necessários para criar o seu diário de leituras também vão variar de acordo com o que você decide anotar, as suas habilidades manuais e o tempo que você deseja gastar na decoração dele. 

Uma dica é que, na hora da decoração, você defina um tema especifico para que, ao longo do tempo, o seu caderno siga um padrão e permaneça bonito. 

E, para pessoas que não sabem desenhar, vale usar colagens de padronagem, flores ou até mesmo livros. Cartelas de adesivos também podem facilitar a vida.

Caderno

Na hora de escolher o caderno, vale prestar atenção na gramatura e qualidade do papel do produto escolhido. Isso vale especificamente para quem, além de anotações em texto, vai querer desenhar e enfeitar o seu diário de leituras. 

Pensar também no conforto na hora de escrever é bastante importante, principalmente levando em consideração que, dependendo do seu ritmo de leitura, esse material provavelmente irá te acompanhar por alguns anos.  

Nossa recomendação é o Caderno Wire Kraft da Cícero, que possui 96 páginas de folhas pontilhadas, com gramatura de 75g/m² e capa customizável. 

Caderno Wire O Kraft, Cicero, 3763, Bege, Grande (21 x 28)
  • Capa em kraft rígido e acabamento arredondado
  • Miolo Pontado
  • Wire-o

Canetas 

Para manter a funcionalidade e estética do seu diário de leitura, recomendamos que você tenha opções de canetas, entre pretas ou azuis e coloridas.

As já clássicas canetas hidrográficas Point 88 da Stabilo são a melhor recomendação que poderíamos dar. Além da qualidade já conhecida de sua tinta, é possível encontrar diversos kits de cores sortidas (incluindo tons pastel!).

Caneta Hidrográfica Point 88 10 Cores, Stabilo
  • Esse produto também é conhecido como: Caneta Extra Fina ou Hidrocor de Ponta Fina
  • Corpo sextavado em plástico rígido
  • Tampa ventilada na cor da tinta, tinta a base de água

As canetas de ponta da Faber Castel também são uma ótima forma de grifar partes importantes dos fichamentos. Ela ainda é aquarelável, o que te ajuda a pintar e enfeitar o caderno. 

Caneta Ponta Pincel, Faber-Castell, Supersoft Brush, 15.0706TPSOFT, 6 Cores Pastel
  • Esse produto também é conhecido como: Caneta Ponta Pincel para Caligrafia ou Lettering
  • Ideal para a rotina de estudos
  • Caneta lavável com ponta pincel

Washi tapes

As Washi tapes são fitas estampadas que ajudam qualquer pessoa sem habilidades manuais a obter um diário de leituras esteticamente agradável. Existem diversas opções de desenhos e tamanhos que podem acompanhar o tema escolhido por você.

Como recomendação, deixamos o kit com 3 fitas da BRW, que é formado por três rolos de estampas e larguras diferentes.

Kit com 3 Fitas Adesivas Coloridas, Brw, 25208, Washi Tape, Shine Flamingo, 3 m
  • Kit com 3 fitas decoradas em tamanhos diferentes
  • Tamanhos de cada fita: 10mmx3m, 15mmx3m e 20mmx3m
  • Não deixa resíduo, podendo ser reposicionada sem causar danos às superfícies

Agora que você já sabe como e o que precisa para montar o seu diário de leituras, que tal colocar a mão na massa? 
Aproveite também para acompanhar mais dicas de livros e papelaria no Opiniões Certificadas!

Atualizado em 2021-05-13 / Links afiliados (Affiliate links) / Imagens de Amazon Product Advertising API

Vanessa Pessoa

Vanessa Pessoa

Escritora de gaveta, pseudopesquisadora e uma produtora de conteúdo inconstante. É daquelas librianas que dá check em quase todos os clichês do signo nos memes do Instagram, lê teoria política por hobby, ama terror psicológico e consegue passar finais de semana inteiros jogando Terraforming Mars.

Este artigo tem 0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top