skip to Main Content
Livro Aberto Com Xícara De Chá Ao Lado E Maçãs Acima.

Livros para chorar: literatura para soltar as lágrimas

Como toda e qualquer forma de arte, a literatura transmite sentimentos, proporciona sensações e pode até impulsionar um estado de espírito. Às vezes, quando os tempos ficam difíceis, não tem nada melhor que reunir alguns livros para chorar e deixar que eles lavem nosso corpo.

Na verdade, segundo o sociólogo e psicanalista Jackson César Buonocore, o processo de choro é benéfico para o nosso psicológico, pois ele libera enzimas que funcionam como anestésico natural para o corpo.

Por isso, quando aquela bad bater, a melhor coisa que podemos fazer, como leitores ávidos, é correr e encontrar ótimos livros para chorar. Para ajudar seus olhos a iniciar o dilúvio, separamos 10 títulos que têm um traço comum: a comoção. Continue a leitura e confira!

1. O menino do pijama listrado

Uma obra tocante e comovente, que já emocionou leitores e cinéfilos ao redor do mundo, visto que foi adaptada para as telonas em 2008. O livro de John Boyne conta a história de Bruno, um garoto de nove anos que vive sua infância na Alemanha durante a 2ª Guerra Mundial.

Sem compreender as questões políticas que rondavam seu país – como o Holocausto e a Solução Final elaborada por Heydrich e Himmler –, o único entendimento por parte do garoto foi que teve que sair de sua cidade natal, Berlim, para residir em uma região vazia e desolada – aos olhos do garoto.

Na realidade, Bruno vive ao lado de um campo de concentração nazista. Determinado dia, enquanto andava próximo à cerca, conhece Shmuel, um garoto que vive do outro lado e que nasceu, coincidentemente, no mesmo dia que ele. 

Com o passar do tempo, a amizade entre Bruno e Shmuel se intensifica quando permeada pela inocência infantil. O menino do pijama listrado, para mais que um livro de guerra, é um abrir de portas para que entendamos como os preconceitos são criados nas crianças que, em primeiro momento, enxergam apenas outro ser humano ao olhar para uma pessoa.

É um daqueles livros pesados não por ser profundamente triste, mas, sim, por construir emoções e sentimentos intensos no leitor. Se você busca uma obra para deixar as lágrimas caírem, essa, com certeza, vai atingir o objetivo.

Título: O menino do pijama listrado
Autor: John Boyne
Editora: Seguinte
Páginas: 192
Classificação no Skoob: 4,4/5 
Adicione ao Skoob

Imagem: Amazon/Reprodução

2. Marley & Eu

Escrito em 2006, Marley & Eu foi adaptado para o cinema em 2008 e, até hoje, faz sucesso entre leitores que buscam por emoção. É uma obra atemporal que conta uma história de amor entre uma família e um cão.

É uma visão íntima do bojo familiar e de como um cachorro transmite emoções e vive a humanidade do mundo como qualquer outra pessoa. Chamado pelo narrador de “o pior cão do mundo”, Marley é, na verdade, um animal capaz de surtir amor, lágrimas, risadas e suspiros.

É baseado em relatos reais da parte do escritor, o que marca uma escrita profundamente particular e afetuosa.

Título: Marley & Eu
Autor: John Grogan
Editora: Prestígio
Páginas: 272
Classificação no Skoob: 4,3/5 
Adicione ao Skoob

Imagem: Amazon/Reprodução

3. Cem: o que aprendemos com a vida

Cada dia mais, a literatura se prova profunda e capaz de feitos grandiosos. Cem é um livro que demonstra com excelência como não precisamos de muitas palavras para transmitir emoções.

Basicamente, a obra acompanha os cem anos de vida de uma pessoa, e cada página revela, como o título sugere, um aprendizado. Repleto de ilustrações incríveis e cheias de significação, é um livro que emociona nas primeiras páginas e não para até o fim.

Para melhorar, é o tipo de obra que vira um queridinho de cabeceira. Pode ser lido em uma sentada e aberto, com o passar do tempo, para lembrar os ensinamentos. É um título que dispensa muitas explicações, porque os sentimentos surgem além delas.

Título: Cem: o que aprendemos com a vida
Autor: Heike Faller
Editora: Intrínseca
Páginas: 208
Classificação no Skoob: 4,4/5 
Adicione ao Skoob

Imagem: Amazon/Reprodução

4. A menina que roubava livros

Outra obra permeada pelo contexto da 2ª Guerra Mundial que explora temas universais para a literatura, como família, amor e amizade. A menina que roubava livros conta a história de Liesel, a filha de uma comunista adotada por um casal do subúrbio da Alemanha por dinheiro.

No caminho rumo à nova família, Liesel perde seu irmão quando está prestes a se separar de sua mãe. É nesse momento que a narradora inicia a história: a Morte se afeiçoa pela garota e passa a acompanhá-la.

No momento em que seu irmão é enterrado, Liesel honra o nome da obra e rouba seu primeiro livro, marcando o início de um hábito que carrega o amor pela literatura. Em sua nova casa, na Rua Himmel – em tradução livre do alemão, “céu” –, a garota começa a entender a guerra, suas proporções e, também, suas perdas.

Em um período no qual livros foram queimados, A menina que roubava livros é um lembrete do poder da literatura e da leitura. Para além disso, é uma demonstração clara de como o luto acontece e da forma com a qual a vida acontece.

Emocionante, divertido, envolvente e triste em certas proporções, a obra se desenrola envolvendo, cada vez mais, o leitor no mundo incrível que Liesel vive, além e com as tragédias.

Título: A menina que roubava livros
Autor: Markus Zusak
Editora: Intrínseca
Páginas: 480
Classificação no Skoob: 4,5/5 
Adicione ao Skoob

Imagem: Amazon/Reprodução

5. O Pequeno Príncipe

Uma obra clássica dedicada às crianças e aos adultos que já foram crianças. Desde sua publicação, O Pequeno Príncipe tira lágrimas e suspiros de todas as pessoas ao redor do mundo.

O livro conta a história de um aviador que, após um pouso de emergência no deserto, conhece um garotinho que pede um carneiro. O contato se desenvolve em uma amizade forte e cheia de histórias, que permite, aos poucos, que conheçamos o mundo do Pequeno Príncipe e sua doçura.

Com lições para toda a vida, o título talvez já até tenha conquistado presença na sua estante. Nesse caso, é sempre bom retomar a leitura quando está procurando por livros para chorar. Se não tiver lido ainda, agora é a hora, já que as chances de se emocionar são bem altas.

Título: O Pequeno Príncipe
Autor: Antoine de Saint-Exupéry
Editora: Geração Editorial
Páginas: 160
Classificação no Skoob: 4,5/5 
Adicione ao Skoob

Imagem: Amazon/Reprodução

6. A culpa é das estrelas

Um best-seller que conquistou o mundo e deixa leitores rindo, chorando e querendo mais até hoje, A culpa é das estrelas conta a história de Hazel Grace, uma paciente terminal, e como sua vida muda completamente ao conhecer Augustus.

É um dos romances mais conhecidos de John Green, que conseguiu, na obra, envolver o leitor e tirar lágrimas com excelência. O livro é marcado por ótimas frases, situações engraçadas e, claro, uma história de amor que deixa todos com pensamentos sonhadores.

Além da doença que cerca os protagonistas, A culpa é das estrelas é um exemplo de como a vida acontece e dos momentos bonitos que ela nos proporciona. Na hora de chorar com a leitura, essa obra é superindicada.

Título: A culpa é das estrelas
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
Classificação no Skoob: 4,2/5 
Adicione ao Skoob

Imagem: Amazon/Reprodução

7. Vermelho amargo

Vermelho amargo se tornou um título de destaque na literatura nacional por questões estéticas e estilísticas, vencendo, em 2012, a categoria de Melhor Livro do Prêmio São Paulo de Literatura.

É uma obra autobiográfica em que o narrador retoma memórias de sua infância, após o falecimento da mãe e a chegada da madrasta. Situado como uma prosa poética, cada frase é um sopro e um convite às lágrimas.

O luto, o crescimento e a marca que a infância deixa nos adultos são os temas principais da obra. Segundo o próprio autor, o livro é o “deitar do vermelho sobre papel, branco para bem aliviar o seu amargor”.

Título: Vermelho Amargo
Autor: Bartolomeu Campos de Queirós
Editora: Global Editora
Páginas: 72
Classificação no Skoob: 4,3/5 
Adicione ao Skoob

Imagem: Amazon/Reprodução

8. Como eu era antes de você

Outro best-seller responsável por levar milhares de pessoas aos prantos, Como eu era antes de você conta a história de Louisa, uma mulher que após a falência de seu café decide trabalhar como cuidadora de Will, um tetraplégico rico, inteligente e extremamente mal-humorado.

A obra demonstra como as pessoas carregam cor dentro de si, o que, muitas vezes, falta na vida dos outros. Com sua forma divertida, aberta e alegre de ver o mundo, Lou começa a abrir caminho na vida de Will à força, indo além de seu trabalho na tentativa de mostrar para ele que o tempo passa e que a vida continua mesmo com as adversidades.

Além de uma história de amor e de família, Como eu era antes de você é sobre força, coragem, paixão e luz. A emoção chega, ao leitor, conforme a narrativa é construída. Espere risadas e, com certeza, lágrimas.

Título: Como eu era antes de você
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Classificação no Skoob: 4,5/5 
Adicione ao Skoob

Imagem: Amazon/Reprodução

9. Éramos seis

Esse livro já foi adaptado para telenovela por ser uma obra nacional famosa e repleta de emoção. Em suas páginas, o leitor conhece a história da família Lemos, que residia na capital de São Paulo no início do século XX.

Narrada por Lola, a mãe da família, a obra passa pela infância de seus filhos e termina na fase adulta deles – em questões temporais, a história acontece entre os anos de 1914 e 1942. 

É um relato familiar íntimo, de uma mulher que costumava ter a casa cheia e, conforme o tempo passa, vê as cinco pessoas que amava irem embora, cada um a sua forma. Compondo o cenário, as mudanças sociais, econômicas e culturais pedem que Lola também se transforme, o que confere uma característica determinista ao título

Éramos seis tira lágrimas, dá vontade de abraçar com força quem a gente ama e nos faz pensar em toda a vida, dos primeiros aos últimos ano

Título: Éramos seis
Autora: Maria José Dupré
Editora: VR Editora
Páginas: 220
Classificação no Skoob: 4,1/5 
Adicione ao Skoob

Imagem: Amazon/Reprodução

10. O caminho do poço das lágrimas

Para fechar a nossa lista, o título dessa obra já diz tudo. O caminho do poço das lágrimas é um livro nacional, escrito por André Vianco e ilustrado de forma rica por Lese Pierre.

A obra narra a história de Jonas – o pai – e de seus dois filhos, Ingrid e Bosco, enquanto voltam para casa de uma viagem. Em determinado momento do trajeto, os três se veem perdidos em um vasto campo verde com um trajeto à frente: o caminho para o poço das lágrimas.

Perdidos e sem conseguir definir a forma exata com que pararam ali, a família decide trilhar a estrada de pedras e começa a descobrir as dificuldades existentes por ali. O caminho do poço das lágrimas é, basicamente, uma história sobre um elo que estava desgastado e que precisa, com urgência, ser fortalecido.

Durante a história, as personagens passam por momentos em que seus medos, inseguranças e segredos são trazidos à tona. A única forma de sair desse lugar desconhecido é, no final das contas, encarando-os.

É um título emocionante e que pode ser muito profundo nas discussões, caso o leitor se envolva, tirando boas lágrimas ao final.

Título: O caminho do poço das lágrimas
Autor: André Vianco
Editora: Novo Século
Páginas: 208
Classificação no Skoob: 3,8/5 
Adicione ao Skoob

Imagem: Amazon/Reprodução

Livros para chorar são, sem dúvidas, uma ótima forma de deixar as emoções saírem. Funcionam praticamente como uma terapia e podem trazer um sentimento de libertação gigantesco. 

Para te ajudar nesse processo, você também pode gostar de alguns títulos de autoajuda para aprender sobre si – sem milagres e fórmulas, apenas você e um processo de conhecimento. Para conhecer nossas indicações, clique no botão abaixo!

victor matheus

victor matheus

pesquisador de literatura com ênfase em arte moderna e contemporânea. usa da língua e da linguagem para entender os seus desdobramentos na sociedade. sonha em ser amigo do adorno, mas nasceu tarde demais.

Este artigo tem 5 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top