skip to Main Content
Hambúrguer Vegetariano/vegano.

4 marcas de maionese vegana que você precisa experimentar

Todo vegano já passou por aquele momento em que alguém fala “mas você não pode comer nada, então!”, não é mesmo? E a gente sabe que a dieta vegana, apesar de exigir muitas transformações, não é sinônimo de abrir mão de todas as receitas.

Com um pouco de criatividade (e curiosidade), é possível criar versões incríveis de ingredientes e receitas. E claro, uma delas é a maionese vegana, que pode substituir os ovos por outros alimentos, como grão-de-bico, abacate, soja ou sementes de girassol. 

Portanto, se você é vegano e não resiste a uma boa maionese, continue a leitura deste artigo e confira quatro marcas de maionese vegana que você precisa experimentar!

1. Maionese Hellmann’s Vegana

Para aqueles que ainda estão em transição para o vegetarianismo ou veganismo, uma boa pedida é a Maionese Hellmann’s Vegana. 

O sabor dela é muito próximo da tradicional receita de maionese feita com ovos, embora seja um pouco mais suave. A cor também é mais clara que a original. 

Em sua composição, a maionese vegana da Hellmann’s promete um produto feito com óleos de fazendas sustentáveis e sem ingredientes de origem animal, além de ser glúten-free.  

Para pessoas que buscam um produto zero colesterol, fica a dica da maionese vegana da Hellmann’s.

  • Ingredientes : água, óleo vegetal, açúcar, amido modificado, vinagre, açúcar, sal, cloreto de potássio, suco de limão, estabilizante goma xantana, conservador ácido sórbico, acidulante ácido fosfórico, sequestrante EDTA cálcio dissódico, corante natural páprica, aromatizante, antioxidantes BHA, BHT e ácido cítrico.
  • Informações dietéticas: sem glúten, sem lactose, vegano e vegetariano.
Maionese  vegana Hellmann’s
Imagem: reprodução/Amazon.

Link para comprar na Amazon

2. Maionese Vegana V-Mayo Tradicional

Se você é desses que gostam de unir o saudável com o saboroso, a nossa dica é a maionese vegana V-Mayo Tradicional, a primeira no Brasil feita com proteína de ervilha, da 100 Foods.

Para quem não conhece a marca, a 100 Foods é uma food tech com o objetivo de proporcionar alimentos saudáveis e acessíveis em todo o mundo, sem abrir mão do sabor e qualidade.  

Nesta receita, a proteína de ervilha é o substituto do ovo e é o que faz desta maionese vegana mais saudável, com menos calorias, carboidratos e gorduras. 

  • Ingredientes: água, óleo de canola, vinagre, amido, proteína de ervilha, açúcar, sal, pasta de mostarda, acidulante ácido lático, suco de limão, aroma natural, alho em pó, cebola em pó, conservante sorbato de potássio e sequestrante EDTA cálcio dissódico.
  • Informações dietéticas: sem glúten, vegano e vegetariano. 
Maionese Vegana V-Mayo Tradicional
Imagem: reprodução/Amazon.

Link para comprar na Amazon

3. Maionese vegana Vegetale Superbom

A nossa terceira dica é a maionese vegana e vegetal Vegetale Superbom.

Além de ser bastante cremosa e saborosa, o produto eliminou da sua receita os ingredientes que potencializam efeitos negativos e trouxe para a sua composição opções mais saudáveis. 

A Vegetale Superbom é feita à base de soja e não possui gordura trans e colesterol, o que reduz o valor calórico do produto. 

Um dos seus grandes diferenciais é a composição com ômega-3 e ômega-6. 

  • Ingredientes: água, óleo vegetal, açúcar, amido modificado, sal, vinagre, extrato de soja, conservador sorbato de potássio, espessantes goma guar e goma xantana, acidulantes ácido láctico e ácido fosfórico, aromatizantes, sequestrante EDTA cálcio dissódico, corante INS e antioxidante BHT.
  • Informações dietéticas: sem glúten, vegano e vegetariano.
Maionese vegana Vegetale Superbom
Imagem: reprodução/Amazon.

Link para comprar na Amazon

4. Molho vegetal Not Mayo Original

Por último e não menos importante, a maionese vegana Not Mayo, da empresa chilena NotCo. O nome deste produto já diz muito sobre o que o consumidor pode esperar dele: ele é uma maionese que não é maionese. 

A Not Mayo Original é feita com produtos vegetais como grão-de-bico, óleo de canola, semente de mostarda, açúcar mascavo, especiarias e outros ingredientes. 

Esta combinação faz com que ela seja mais saudável que uma maionese convencional e ainda tem a vantagem de ser zero glúten, lactose e colesterol. 

Uma curiosidade bem interessante sobre este produto é a forma como foi desenvolvido: a startup NotCo utilizou um software de inteligência artificial para fazer as combinações de ingredientes e encontrar a fórmula com sabor e textura mais próxima da maionese convencional. 

  • Ingredientes: óleo de canola, água, grão-de-bico, vinagre de álcool, açúcar mascavo, sal, amido de milho, semente de mostarda, extrato de acerola, suco de limão, especiarias (alho e pimenta), vitamina E, goma xantana e EDTA.
  • Informações dietéticas: sem glúten, sem lactose, vegano e vegetariano.
Maionese vegana vegetal Not Mayo Original
Imagem: reprodução/Amazon

Link para comprar na Amazon

Como ler rótulos de maionese?

Agora que você conheceu algumas dicas de marcas de maionese vegana, talvez esteja se perguntando como identificar quando o produto alimentício é livre de ingredientes de origem animal. Afinal, consultar rótulos minuciosamente faz parte de dietas com restrição alimentar.

Para que as suas opções alimentares possam ir além, separamos um passo a passo de como você pode analisar rótulos. Vamos conferir.

1. Analise a taxa de colesterol

Uma dica muito simples é olhar a taxa de colesterol do produto. Se ela estiver acima de 0%, é bem provável que a composição do produto contenha algo de origem animal.

Entretanto, se a taxa estiver em 0%, recomendamos que você continue a leitura do rótulo com cuidado, pois esse número não é sinônimo de que você encontrou um produto vegano.

2. Verifique a lista de ingredientes principais

Após verificar a taxa de colesterol, comece a olhar a lista de ingredientes principais. Se você encontrar soro de leite, leite em pó, gema de ovo, ovo pasteurizado ou caldo de carne, pode abandonar o produto.

Nem todos os ingredientes são tão óbvios como os anteriores, já que alguns são denominados com nomenclaturas mais técnicas e, portanto, dizemos que eles são “escondidos” — mas isso não significa que a marca está tentando te enganar, ok? É apenas uma expressão para nomes que não entendemos tão bem.

A exemplo temos o acido lático, embora seja comum que ele não seja de origem animal, e sim obtido pela fermentação de amido de milho ou açúcar de beterraba. Na dúvida, melhor evitar.

3. Ingredientes veganos

Além de conhecer os ingredientes de origem animal, é importante conhecer os veganos, para que você não fique insegura ao se deparar com os nomes e não saber ao certo o que é.

Listamos alguns comuns nas composições de maioneses:

  • Cálcio Dissódico EDTA: conservante sintético que protege contra a formação cristais e contribui para manter a cor. Importante: esse componente é proibido em alguns países.
  • Curcumina/cúrcuma: corante natural derivado do açafrão.
  • Goma xantana: ingrediente produzido pela fermentação do açúcar do milho junto com o micróbio Xanthomonas Campestris.

Como dissemos anteriormente, dietas restritivas, assim como o veganismo, exige muita pesquisa por parte do consumidor, assim como conhecer nomes técnicos para ingredientes que podem ser de origem animal. Na dúvida, sempre pesquise sobre a marca e produto.

E aí, ficou curioso para experimentar alguma das maioneses desta lista? Sem dúvidas, uma das melhores coisas sobre ser vegano são os vários sabores e a criatividade em transformar produtos tradicionais em algo que seja positivo para o planeta e para o corpo, não é mesmo?

Raquel Siqueira

Jornalista e master chef de lanches vegetarianos. Adora abraçar cachorrinhos e vive acrescentando livros na sua interminável lista de leitura.

Este artigo tem 5 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top