skip to Main Content

Taylor Swift: CDs mais populares da carreira dessa diva pop

Com o lançamento de seu último CD, Folklore, Taylor Swift se tornou a artista feminina que, durante mais tempo, ficou no topo da Billboard 200, ultrapassando o antigo recorde que era de ninguém menos que Whitney Houston. E esse não foi o único feito que tem colocado a america’s sweetheart no topo do mundo. 

Saiba quais os álbuns mais vendidos e o que tem tornado Swift uma artista que vale a pena acompanhar. 

Taylor Swift: história 

Nascida e criada no estado da Pensilvânia nos Estados Unidos, Taylor Swift, começou cedo na atividade de musicista. Desde os 12 anos de idade tocava violão e escrevia suas próprias músicas.

O começo da carreira 

Depois de tentar por vários anos entrar no meio da música, foi só com a idade de 16, em 2006, que Swift se tornou conhecida. Com o álbum country de estreia, homônimo, Taylor surpreendeu o mundo, e o hit Tim McGraw vendeu 39 mil cópias na primeira semana de lançamento. 

A partir daí, a cantora não parou de fazer sucesso e quebrar recordes. No ano de 2007, ganhou seu primeiro prêmio, o Breakthrough Video of the Year no CMT Music Awards e foi indicada ao Grammy, o que nunca antes tinha acontecido.

Os anos foram passando e os feitos de Taylor, aumentando. Sua primeira turnê solo, a Fearless Tour, aconteceu em 2009 e percorreu inúmeros estados americanos e se internacionalizou atingindo países como Canadá, Reino Unido, Austrália e Japão. 

No olhar da mídia com tão pouca idade, Swift começou a se destacar pelo seu jeito de “boa menina”, já que não bebia álcool, não fumava e não frequentava baladas; foi daí que surgiu seu apelido de america’s sweetheart.

Polêmicas

Taylor passou sua adolescência, juventude e a vida adulta em frente às câmeras, ao passo que cada movimento de sua rotina era vigiado pelo mundo inteiro. Em 2012, as polêmicas começaram atingir a artista quando ela passou do gênero country para o pop com o álbum Red

O pico mais problemático da vida de Taylor Swift foi em 2016, quando ela entrou em um vortex de situações desagradáveis com o rapper Kanye West. Ao promover o álbum The Life of Pablo, o cantor divulgou a faixa Famous, em que parte da letra da música se referia a Taylor. 

A artista não aprovou essa situação e respondeu. Os Wests não gostaram e retalharam a cantora. Assim começou uma série de ataques pelo público e imprensa, e por um ano, para garantir sua saúde mental e da família, Taylor sumiu do cenário público e não divulgou nenhum trabalho ou apareceu na mídia. 

A nova era de Swift

Foi só em 2017 que a Taylor Swift apareceu com sua nova era, a Reputation. O álbum foi lançado com 15 faixas mais uma turnê, que foi toda feita em estádios nos Estados Unidos. A partir daí, a artista se reencontrou, foi acolhida pelos fãs e tornou-se novamente a queridinha da mídia. Dizem que foi nesse ano que a cantora renasceu, voltando a conquistar novamente inúmeros prêmios e, claro, sua boa reputação que uma vez foi destruída pelo rapper que viu a oportunidade de se aproveitar de uma mulher jovem.

Switf teve mais duas eras após Reputation: a Lover e a Folklore. Sou suspeita para falar, mas, atualmente, acredito que ela seja uma das artistas mais influentes e mais reais, com voz atuante na política e nos ideais os quais ela acredita. 

As músicas de Taylor são verdadeiras e cheias de histórias em que é possível se identificar, seja qual for o momento pelo qual você está passando. Para mim, uma das melhores compositoras modernas.

Confira mais sobre a artista no site oficial ou no documentário que a Netflix produziu sobre Taylor, Miss Americana

CDs mais populares da cantora

Taylor Swift possui oito álbuns desde o início da sua carreira. Saiba quais são e o mais popular deles. 

Fearless (2008)

Com mais de 12 milhões de cópias vendidas, Fearless foi o álbum mais vendido da cantora. Ainda dentro da sua época country, o segundo lançado por Taylor contém os grandes hits Love Story, You belong with me e Fearless

Com 19 faixas, o álbum desperta histórias de amor, paixões não correspondidas e empoderamento. Foi primeiro colocado na Billboard Hot 200 e na Billboard Country Albums.

O Metacritic, um website especializado em críticas de álbuns, videogames, filmes, programas de televisão, DVDs e livros, avaliou o álbum com nota 73, e a Rolling Stone afirmou que “sua música mistura profissionalismo com impessoalidade — é tão rigorosamente trabalhada que parece ter saído de uma fábrica de sucessos — com confissões que são intimidativas e verdadeiras.”

Álbum: Fearless
Ano: 2008
Números de faixas: 19
Tipo: CD

Imagem: Reprodução/Amazon

Fearless também possui a versão em disco de vinil.

Álbum: Fearless
Ano: 2008
Números de faixas: 19
Tipo: Vinil

Imagem: Reprodução/Amazon

1989 (2014)

O segundo álbum de maior sucesso foi o 1989, com 10,1 milhões de unidades vendidas. Sendo oficialmente o primeiro álbum totalmente pop de Taylor, o quinto lançamento trouxe grande repercussão para a artista com as faixas Blank Space”, Out Of The Woods e Shake it Off.

Com 13 faixas e um som mais eletrônico, constituído por percussão programada, sintetizadores, acordes pulsantes de baixo, vocais de apoio processados e guitarras, o 1989 foi inspirado e teve uma estética que lembra o ano de nascimento da artista. 

A Billboard divulgou a crítica para 1989, classificado-o com 4 de 5 estrelas, mas a revista Rolling Stone, especializada em música, considerou o quinto álbum de estúdio o melhor da carreira da artista norte-americana. 

Em uma avaliação, a Billboard afirmou “[…] o que há de tão diferente? Tudo. Sonoramente, ‘1989’ é muito mais eletrônico do que seu trabalho anterior […] As guitarras, quando estão lá, representam só uma textura; a acústica é audível em apenas uma música. Os bandolins e violinos foram deixados para trás, em Nashville”. 

O 1989 ganhou o Grammy de melhor álbum do ano e também o Best Pop Vocal Album (melhor álbum vocal pop, em tradução). 

Álbum: 1989
Ano: 2014
Números de faixas: 13
Tipo: CD

Imagem: Reprodução/Amazon

1989 também possui a versão em disco de vinil.

Álbum: 1989
Ano: 2014
Números de faixas: 13
Tipo: Vinil

Imagem: Reprodução/Amazon

Red (2012)

O álbum responsável pela passagem da fase country para a pop da cantora, Red, vendeu cerca de 8 milhões de cópias ao redor do mundo. Com 1,21 milhão de unidades vendidas só na primeira semana, esse é o terceiro com o melhor número de saídas de Swift. 

Com os hits Red, We Are Never Ever Getting Back Together e I Knew You Were Trouble, bem como o hino de todos os fãs All To Well, o quarto álbum de estúdio da artista é uma verdadeira obra de arte lírica. 

O Metacritic avaliou Red com 77 pontos, e o All Music afirmou que “Taylor Swift ainda está aflita, o que torna o álbum não apenas bom, mas também convincente”.  

Álbum: Red
Ano: 2012
Números de faixas: 22
Tipo: CD

Imagem: Reprodução/Amazon

Red também possui a versão em disco de vinil.

Álbum: Red
Ano: 2012
Números de faixas: 22
Tipo: Vinil

Imagem: Reprodução/Amazon

Taylor Swift (2006)

O álbum de estreia da Swift, homônimo, foi o quarto mais vendido, com cerca de 7 milhões de cópias ao redor do mundo. Country como nenhum outro, contém grandes hits, como Tim McGraw, Our Song e Picture To Burn

Lançado inicialmente com 11 faixas, logo veio a versão deluxe com 15. Os temas das músicas retratavam amores, desilusões, vingança e volta por cima. O primeiro álbum de Swift rendeu para a cantora uma indicação ao Grammy e marcou o ínicio de uma era. 

Um fato curioso sobre esse lançamento é que todas as músicas que o compõem foram escritas enquanto Taylor cursava o 1º ano do ensino médio, com apenas 15 anos. A canção Teardrops on My Guitar tornou-se a primeira canção de Swift a aparecer em uma parada musical internacional, e Our Song foi a primeira a chegar ao topo da Billboard Country Songs. 

Álbum: Taylor Swift
Ano: 2006
Números de faixas: 15
Tipo: CD

Imagem: Reprodução/Amazon

Speak Now (2010)

O terceiro álbum de Swift, Speak Now, foi responsável por grandes hits como Long Live, Dear John e Sparks Fly. Vendeu cerca de 6 milhões de cópias mundialmente e faz parte da era country da cantora. 

Speak Now conta com 22 grandes composições sobre amores perdidos, conquistados e dramas adolescentes que, com toda a certeza, nenhum de nós conseguiu escapar.

Sobre as críticas ao álbum, o The Guardian afirmou que “às vezes a autoconsciência de um artista faz com que ele force a si mesmo por novos caminhos. No caso de ‘Speak Now’, isso é um triunfo”; e a Rolling Stone confirmou o que todos estavam pensando: “Ela tem aulas consigo mesma quando se trata de transformar decepções em grandes canções. Nesse aspecto, ela é como uma nova Morrissey, só que com mais delineador”. 

Álbum: Speak Now
Ano: 2010
Números de faixas: 22
Tipo: CD

Imagem: Reprodução/Amazon

Lover (2019)

O álbum que trouxe uma estética totalmente diferente para Taylor, Lover, foi o respiro depois de um longo mergulho. Com cerca de 5 milhões de cópias vendidas, o sétimo trabalho de Swift narra histórias de uma artista que se reencontrou nela mesma e aprendeu a se amar e a cuidar daqueles em sua volta.

Com 18 faixas dançantes e músicas dedicadas para várias pessoas de sua vida – e para ela mesma –, Taylor novamente surpreende pelas narrativas bem escritas e compostas com maestria.

O Metacritic avaliou o trabalho com nota 79, e a crítica especializada definiu Lover como uma “epifania: livre e sem pressa, governada por nenhum conceito ou perspectiva, ele representa Swift no seu estado mais livre”, afirmou a Rolling Stone.

O The New York Times deu 4 estrelas ao álbum de Taylor e ressaltou que “‘Lover’, seu sétimo trabalho é tranquilizadoramente forte, como uma limpeza do paladar, uma recalibração e uma reafirmação de forças antigas. É um álbum de transição projetado para fechar um capítulo particularmente machucado e sugerir maneiras de seguir em frente – ou, em alguns casos, para voltar a como as coisas eram antes”.

Álbum: Lover
Ano: 2019
Números de faixas: 18
Tipo: CD

Imagem: Reprodução/Amazon

Reputation (2017)

O álbum, que nasceu da nova era Swift, veio para ser um desabafo para todas as situações ruins que a cantora estava passando. Desde músicas sobre vinganças e fofocas, até as mais doces inspiradas no novo amor da artista, Reputation vendeu cerca de 4,5 milhões de cópias só em 2017!

Nos Estados Unidos, o sexto álbum de Taylor ficou em primeiro lugar no iTunes com apenas seis minutos após seu lançamento. O Reputation também foi o mais ouvido em 2018 e o mais vendido do ano nos Estados Unidos. 

O The Guardian afirmou que “em seu melhor, essas músicas têm uma energia efervescente que lembra o brilhante Blackout, álbum (…) de Britney Spears em meio ao seu surto (…)”. 

A Slant Magazine foi mais longe e avaliou que “Swift veste as batidas duras e ruidosas de músicas como ‘…Ready For It?’ como armadura. (…) Ao fim do álbum, Swift avalia seu império decadente e sua reputação manchada e descobre a redenção no amor em ‘Call It What You Want’. (…) Por um momento, ela tira a armadura e revela o coração enorme que estava sangrando embaixo”. 

Álbum: Reputation
Ano: 2017
Números de faixas: 15
Tipo: CD

Imagem: Reprodução/Amazon

Reputation também possui a versão em disco de vinil.

Álbum: Reputation
Ano: 2017
Números de faixas: 15
Tipo: Vinil

Imagem: Reprodução/Amazon

Folklore (2020)

O álbum que pegou de surpresa fãs do mundo inteiro, Folklore, foi lançado em meio a pandemia do coronavírus em 2020 e logo se tornou o trabalho mais vendido do ano. Falar em distribuições é muito pouco significativo para um trabalho tão recente, porém um fato inegável foi o sucesso que Folklore teve em sua primeira semana, chegando a vender dois milhões de cópias. 

Escapando do pop que a cantora vinha apostando, Folklore é um álbum muito mais próximo dos gêneros alternative rock, indie, electro-folk e orchestral pop. Novamente, Swift demonstra maestria nas letras, que, dessa vez, aparecem mais cruas e expostas, descobrindo ela mesma e os desafios de uma nova realidade social. 

Com 18 faixas, Folklore vale a pena apenas pela força lírica e o peso das palavras cantadas. Comentando sobre as faixas, em um texto que acompanha o álbum, Taylor Swift afirmou que “as linhas entre fantasia e realidade se confundem e as fronteiras entre verdade e ficção tornam-se quase indiscerníveis”.

Álbum: Folklore
Ano: 2020
Números de faixas: 18
Tipo: CD

Imagem: Reprodução/Amazon

Crescida aos olhos da mídia, a cantora enfrentou seus desafios sendo mulher e entrando tão nova no show business. Porém, com grande sagacidade e maestria, soube transformar tudo o que viveu em músicas que venderam milhares de cópias ao redor do mundo, cativando fãs e se tornando inspiração para eles. 

É inegável: Taylor Swift compõe histórias em uma lírica que parece se encaixar de maneira assustadora com o momento em que cada um está vivendo. Permitindo que jovens de todo o globo se sintam representados, sentindo que não estão sozinhos. 
Para saber mais sobre álbuns e artistas variados, como um guia completo de como comprar os discos de vinil dos Beatles, não deixe de acompanhar os outros conteúdos do Opiniões Certificadas. Até mais!

Fernanda

Fernanda

Uma comunicóloga bookaholic de carteirinha. Autora de Os gritos dos e mestranda em escrita criativa. Posso ser considerada expert amadora em The Sims. Sou apaixonada pelas minhas cachorras e família. Sempre com um livro do meu lado, a Pepper e uma xícara de chá bem quente na mão.

Este artigo tem 2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top