skip to Main Content
Jogos De Cartas

Conheça jogos de cartas para se divertir em família

Desde que a pandemia começou e todos foram aconselhados a ficar dentro de casa, as pessoas começaram a buscar e explorar outras formas de se divertir em família. Os jogos são, sempre, ótimas opções de entretenimento e integração — mesmo que gerem algumas briguinhas de vez em quando. 

Neste post, trago uma seleção de jogos de cartas que vão muito além do baralho! Com temáticas diferentes, as opções costumam ter partidas mais curtas que as dos jogos de tabuleiro e são ótimas ideias para passar um tempo de qualidade. Siga na leitura!

1. Uno

Eu prometo que vou apresentar opções menos conhecidas também, mas um clássico é um clássico e não tinha como faltar na lista! O jogo, muito semelhante ao “mau-mau”, do baralho, consiste em cartas coloridas numeradas de 0 a 9 e, também, ações como “compre mais cartas” ou “escolha a cor”. O objetivo, é claro, é se livrar das suas cartas e, enquanto isso, impedir que os demais jogadores terminem antes de você, enchendo as mãos deles de cartas. 

Não esqueça de gritar UNO quando tiver apenas uma carta na mão, senão compra mais, hein? Depois não diga que eu não avisei.

2. Taco gato cabra queijo pizza

Não, eu não decorei esse título e tive que lê-lo novamente três vezes enquanto escrevia aqui para lembrar da ordem. Só isso já dá vontade de jogar, vai dizer, um título tão misterioso e travalingudo? Inclusive, te desafio a falar essas palavras rapidamente, VALENDO.

Fique tranquilo, você não precisa falar as palavras rapidamente, esse não é o objetivo do jogo. Nele você fica com seu bolinho de cartas virado para baixo e, quando chega a sua vez, deve descartar a primeira enquanto fala uma das palavras. Se você tiver dito “pizza”, por exemplo, e a carta for uma cabra, nada acontece. Mas se você disser “gato” e a carta for um gato… tem que bater a mão em cima. O último a bater a mão compra o bolo todo. 

Fique esperto: ninguém quer comprar o bolo todo de cartas num jogo onde o objetivo é se desfazer de todas elas, não é mesmo?

3. Coup

Prometi e vou cumprir: agora chegamos em um jogo que não tem nada a ver com baralho. Basta uma caixa de Coup para sermos transportados para uma cidade-estado italiana administrada por uma corte corrupta.

Bem-vindo à máfia italiana.

Você é um chefe de família que está tentando controlar as coisas à sua maneira, afinal de contas, nada como um tanto de suborno e um tanto de blefe para chegar a algum lugar. As cartas do jogo são personagens, cada um com a sua função, e você começa o jogo com dois na mão. 

O pulo do gato é: você fica com seus personagens virados para baixo na mesa. Ninguém precisa saber quais eles são, então viva a arte do blefe! Só torça para não ser pego porque aí você pode perder cartas, e quem fica sem personagens morre. O objetivo é ser o último da mesa a continuar vivo. Boa sorte!

4. Munchkin

Se você acha que o UNO já dá briga o suficiente em família… é porque nunca jogou Munchkin. Neste simpático joguinho você é um personagem que precisa matar monstros! Para isso, você deve utilizar cartas de acessórios para se equipar, cartas de raça e classe que podem te oferecer prerrogativas e juntar pontos o suficiente em mãos para que você tenha uma pontuação maior que o monstro que aparecer na sua frente.

Acontece que os jogadores podem interferir totalmente nas jogadas uns dos outros — para o bem ou para o mal. Seu amiguinho pode somar os pontos dele com os seus para que você derrote o monstro, mas ele provavelmente pedirá algo em troca. Enquanto isso, seu irmão pode estar muito bravo e querendo que você perca, e arranja outros monstros para aliar ao que está te atacando. 

Enquanto vocês se unem para atrapalhar quem está ganhando, dá para dar boas risadas dos monstros que, por vezes, são bastante reais, como o “operador de telemarketing”.

5. Jogo do Mico

A pergunta que não quer calar é: por que o mico não tem par?

Favorito da criançada, o Jogo do Mico é outro clássico que atravessa gerações. O objetivo é formar pares com os bichinhos para poder baixá-los na mesa, e perde quem terminar o jogo com o mico na mão, já que ele é o único sem par!

6. Bandido

Vamos parar um pouquinho de competir porque chegou a hora de jogar de forma colaborativa! Um bandido, que dá título ao jogo, está tentando escapar da prisão por meio de túneis que cavou a partir de sua cela. O objetivo dos jogadores é utilizar suas cartas para impedir essa fuga, bloqueando todas as saídas possíveis. 

O desenho vai se formando por meio da junção das cartas na mesa, então é um jogo de observação e muita estratégia. Cuidado para não usar cartas que acabam ajudando ao invés de atrapalhar, hein? 

7. F.D.P

O jogo Foi de propósito é para adultos, mas promete despertar a quinta série que existe dentro de cada um de nós (e, sabemos, nunca vai embora de verdade). Neste jogo, o líder da vez lê uma carta preta que os jogadores devem completar com alguma das cartas brancas que têm na mão. Ganha o jogador que formar a opção mais interessante, engraçada ou fdp, de acordo com a opinião do líder.

8. Black Stories

Muitas cabeças pensam melhor do que uma, então que tal juntar a família para desvendar histórias macabras? Este jogo contém 50 enigmas baseados em histórias de mortes reais. O líder da vez pega uma carta, lê o caso para compreendê-lo e passa, então, aos demais jogadores, as informações que deve passar. A partir disso, eles devem fazer perguntas cujas respostas podem ser apenas “sim” ou “não”, e tentar descobrir todo o contexto.

A dica é sair do comum e fazer as perguntas mais bizarras possíveis, afinal de contas, os casos SÃO bizarros. Ao ouvir dizer que um homem morreu cozinhando, não pense apenas em cortes e queimaduras. Pergunte se tinha um urso envolvido. Vai por mim, essas coisas acontecem.

9. Dobble

Após essas duas últimas indicações mais adultas, chegou a hora de trazer as crianças para a mesa de novo! Dobble é joguinho muito divertido de encontrar imagens que se correspondem. Cada jogador recebe uma série de plaquinhas com várias imagens e, a cada plaquinha que é colocada na mesa, deve tentar encontrar na sua uma imagem que se repete. Vence a rodada quem encontrar primeiro! 

Para os fãs de Harry Potter, existe também a versão temática do jogo, o que deixa tudo ainda mais divertido.

Dobble
Dobble
Jogo de cartas; 2 - 8 jogadores; A partir de 6 anos; Contém 55 cartas; Tempo de Jogo: 15 minutos
R$ 64,90
Dobble Harry Potter
Dobble Harry Potter
Jogo de cartas; 2-8 jogadores; A partir de 10 anos; Harry Potter; Jogabilidade divertida, simples e rápida
R$ 69,90

Com essas nove opções, dá para se divertir por um ano inteirinho sem se entediar! Aproveite para contar nos comentários quais foram os seus favoritos e, se você conhece outros imperdíveis, não deixe de nos indicar também. Continue acompanhando o conteúdo do Opiniões Certificadas para mais dicas sobre os mais variados assuntos!

Atualizado em 2021-05-07 / Links afiliados (Affiliate links) / Imagens de Amazon Product Advertising API

Analu Bussular

Analu Bussular

Jornalista e produtora de conteúdo, nunca se cansa de falar de livros na internet e está sempre ouvindo Taylor Swift. Nas horas vagas é sommelier de batatas fritas.

Este artigo tem 0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top