skip to Main Content

Conheça 6 livros para crianças… de todas as idades!

O universo dos livros infantis é muito vasto e podemos contar com obras que vão desde experiências sensoriais e sonoras até obras que trazem histórias arrebatadoras e recheadas de filosofia. Esse tipo de livro costuma dialogar bem com os pequenos, apresentar questões e suscitar a reflexão – e fazer o mesmo com os adultos.

Ando me encantando cada vez mais com essas propostas de histórias e, por isso, no mês das crianças, resolvi fazer essa lista indicando 6 livros para crianças de todas as idades. Siga comigo!

1. A Parte que falta

Publicado originalmente nos Estados Unidos em 1976, A Parte que falta se tornou um sucesso de vendas no Brasil em 2018, quando foi relançado pela Companhia das Letrinhas e ganhou um vídeo da youtuber Jout Jout, que rapidamente viralizou. 

O livro de Shel Silverstein emociona pela simplicidade enquanto nos ensina uma valiosa lição. Nele, acompanhamos um personagem que segue sua vida insistentemente procurando a parte que lhe falta – o que ele não entende é que se ele continuar, sempre, focando no que falta, nunca vai ser capaz de se sentir completo. 

Como vivemos a nossa vida? Focando no que nos falta ou buscando dar chances para a vida nos completar? Se seguimos desatentos como o personagem, perdemos várias oportunidades de viver a felicidade e as pequenas conquistas. 

Título: A parte que falta
Autor: Shel Silverstein
Editora: Companhia das Letrinhas
Páginas: 112
Classificação no Skoob: 4,6/5
Adicione ao Skoob

Imagem: reprodução/Amazon

2. O urso que não era

Nessa história de Frank Tashlin (uma das mentes criativas por trás do Pernalonga!), acompanhamos as aventuras de um urso que se deita tranquilamente em uma caverna para hibernar durante o inverno. Quando ele acorda, se vê no meio de uma fábrica com pessoas mandando que ele volte imediatamente ao trabalho… mas ele é só um urso! Ou será que não?

Como todas as obras da Boi ta ta, selo infantil da editora Boitempo, O urso que não era utiliza histórias divertidas para tratar de grandes questões políticas, cada vez mais pertinentes aos nossos tempos. O livro de Frank nos faz refletir sobre o capitalismo, a exploração da mão de obra e a exploração animal – tudo isso só para começar. 

Título: O urso que não era
Autor: Frank Tashlin
Editora: Boi ta ta
Páginas: 60
Classificação no Skoob: 4,4/5
Adicione ao Skoob

Imagem: reprodução/Amazon

3. O Pequeno Príncipe

Um clássico que atravessa gerações não poderia faltar nessa lista! A obra-prima de Sant-Exupery conta uma história de amizade entre um homem incompreendido e um pequeno príncipe que habita um asteroide no espaço. 

A história é marcada por belíssimas frases e um alto teor filosófico, capazes de encantar e propor inúmeras reflexões sobre a vida, os sentimentos e as relações interpessoais.

“- Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde
desde as três eu começarei a ser feliz”

Título: O Pequeno Príncipe
Autor: Antoine de Saint-Exupery
Editora*: Geração Editorial
Páginas: 160
Classificação no Skoob: 4,5/5
Adicione ao Skoob

Imagem: reprodução/Amazon

* Como o texto do autor já entrou em domínio público, é possível encontrar a história em diferentes edições, de variadas editoras.

4. O coração e a garrafa

No belíssimo O coração e a garrafa podemos acompanhar a vida de uma menininha feliz e encantada com o mundo a sua volta – até que algo acontece e a faz querer guardar seu coração em um lugar seguro, de onde não poderia tirá-lo e onde ele não conseguiria se machucar.

A história de Oliver Jeffers nos faz refletir sobre o ímpeto de nos protegermos para não nos machucarmos, sem que paremos para pensar que, dessa forma, nos privamos também das coisas boas. Como dizia Renato Russo, tudo é dor e toda dor vem do desejo de não sentirmos dor. Precisamos aceitar a vida e entender que ela machuca, mas que viver e aceitar nossa vulnerabilidade ainda é a melhor opção que temos. 

Título: O coração e a garrafa
Autor: Oliver Jeffers
Editora: Salamandra
Páginas: 32
Classificação no Skoob: 4,6/5
Adicione ao Skoob

Imagem: reprodução/Amazon

5. Luna Clara e Apolo Onze

O livro de Adriana Falcão conta a saga de Doravante e Aventura, dois personagens que se apaixonam, se casam e se perdem um do outro (tudo isso em um período de dois dias) porque cai uma ponte que os separa. Nesse mesmo dia, Aventura descobre sua gravidez e Luna Clara nasce e cresce sem conhecer seu pai, que anda pelo mundo com uma nuvem de chuva na cabeça, procurando por sua amada esposa. 

A história começa quando Luna Clara tem 12 anos e as coisas subitamente começam a acontecer em sua vida, logo em sua vida, onde nada acontecia. Ela decide viajar pelo mundo para encontrar seu pai, que segue viajando em busca da família, e no caminho conhece Apolo Onze – um menino que busca ardentemente desejar alguma coisa em sua vida, já que até então nunca precisou querer nada. 

Seus pais o amam tanto que sua cidade inteira vive em festa desde o dia que ele nasceu, há 13 anos, e em meio a toda essa comemoração ele nunca aprendeu a almejar algo que ainda não tem. 
A obra tem quase 350 páginas – que passam voando e configuram uma das histórias de amor mais bonitas de todos os tempos. Costumo dizer que, com as suas frases lindas e personagens engraçados, Luna Clara & Apolo Onze é o remédio definitivo para todos os males do mundo.

Título: Luna Clara e Apolo Onze
Autor: Adriana Falcão
Editora: Salamandra
Páginas: 328
Classificação no Skoob: 4,4/5
Adicione ao Skoob

Imagem: reprodução/Amazon

6. Casa das Estrelas

“Eternidade: é esperar uma pessoa”

O professor e poeta colombiano Javier Naranjo passou anos coletando as definições que seus alunos de jardim de infância e primeiros anos do ensino fundamental davam às palavras e conceitos abstratos. 

Ler esse livro é chegar à conclusão de que a gente entende muito melhor o mundo enquanto é criança: são elas que entendem o fundamental. 

Título: Casa das estrelas
Autor: Javier Naranjo (org.)
Editora: Planeta
Páginas: 144
Classificação no Skoob: 4,6/5
Adicione ao Skoob

Imagem: reprodução/Amazon

Como essa lista pode comprovar, a dica fundamental que eu tenho para dar nesse texto é: nunca pense que você está velho demais para ler um livro infantil, isso seria uma tragédia e você perderia a chance de conhecer grandes histórias e aprender grandes lições!


Leia também: Literatura infantil: livros que ensinam, educam e inspiram.

Analu Bussular

Jornalista e produtora de conteúdo, nunca se cansa de falar de livros na internet e está sempre ouvindo Taylor Swift. Nas horas vagas é sommelier de batatas fritas.

Este artigo tem 6 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top